Processos Robotizados: Riscos ou oportunidades para sua carreira?

Início Blog Processos Robotizados: Riscos ou oportunidades para sua carreira?
Processos Robotizados: Riscos ou oportunidades para sua carreira?

Tecnologia e robótica têm se tornado questões cada vez mais proeminentes na vida diária global.

No entanto, algumas controvérsias sobre as consequências desse trabalho em grande escala, têm causado preocupação entre os funcionários em todo o mundo.

As parcerias entre as equipes de RH e TI estão se tornando cada vez mais comuns, como forma de automatizar atividades, que podem gerar benefícios em termos de agilidade e produtividade. Não há dúvida de que este é um pré-requisito para um mercado, cada vez mais ativo e com competição acirrada, aumentar a produção por meio de entrega ágil e usando o mínimo de recursos possível. Porém, de acordo com o levantamento, metade das atividades internas será extinta, dando lugar à tecnologia.

Alguns dos efeitos negativos dessa robotização no mercado de trabalho, é que ela leva ao desemprego, além da necessidade de uma nova formação para se adaptar ao uso, também requer um alto valor de investimento em tecnologia. É necessário enfatizar que embora existam alarmes de desemprego, outras funções também serão criadas devido à esta expansão tecnológica.

Portanto, os profissionais devem descobrir novos nichos e fazer dessas novas oportunidades, uma expansão do mercado de trabalho.

A robotização do mercado é uma realidade e deve ser utilizada para promover o desenvolvimento e o sucesso dos negócios, principalmente em tempos econômicos, sociais e de pandemia, que o mundo vive.

A intensidade e a escala da inovação tecnológica moderna são tão grande, que as oportunidades de emprego podem diminuir no futuro, enquanto o tempo de lazer poderá aumentar dramaticamente.

Os danos ao mercado de trabalho causados ​​pela Indústria 4.0, robótica e o aumento dos serviços de entrega não tripulada, estão bem documentados. Há evidências de que, em comparação com as atualizações tecnológicas esporádicas que vimos até agora, as mudanças ocorrerão em uma escala socioeconômica significativa.

Como força de trabalho, estamos social e psicologicamente preparados para aumentar o tempo de lazer?

Podemos aprender com a história socioeconômica quando os motores a vapor ou a eletricidade foram introduzidos? Como transformamos o local de trabalho, quando os computadores se tornaram uma obrigação em nossas vidas profissionais?

Embora as tarefas repetitivas sejam afetadas primeiro pela automação, os desenvolvimentos mais recentes em inteligência artificial, como aprendizado de máquina, aprendizado profundo e compreensão de linguagem natural, mostram que o trabalho do futuro funcionário e até mesmo o trabalho criativo, terão efeitos semelhantes.

Vale mencionar que, a automação fornecida por robôs avançados e inteligência artificial, não afetará apenas as tarefas que exigem conjuntos de habilidades essenciais. Benefícios econômicos também podem ser obtidos, reduzindo o tempo gasto em tarefas diárias e serviços executados por funções e posições superiores. Será um bem-estar para os funcionários. Você concorda que as pessoas poderão dedicar mais tempo à tarefas estimulantes intelectualmente? Que isso fará com que as pessoas melhorem suas habilidades em um ritmo mais rápido? Vale a pena pensar nisso!

O que se espera com isso é maior eficiência no trabalho, maior segurança e desenvolvimento de carreira acelerado.

O aumento da automação anuncia a chegada de um novo padrão de emprego.

Uma vez que existe sempre um atraso entre a adoção de um novo emprego e a perda de um já existente, o processo de qualificação e recuperação da qualificação profissional será um fator decisivo para o sucesso futuro no mercado de trabalho.

Embora os robôs e a inteligência artificial inevitavelmente desempenhem mais funções com base em dados e reconhecimento de padrões, a maneira como humanos e máquinas interagem, certamente mudará para atingir um nível mais alto de eficiência.

A automatização de tarefas repetitivas e orientadas por dados criará novos tipos de trabalho, com foco em como humanos e máquinas podem trabalhar juntos e de forma mais eficaz.

Por outro lado, já podemos observar resistências culturais relacionadas à automação, e as empresas precisarão cada vez mais justificar seu processo de recrutamento. O emprego humano pode ser outro indicador de responsabilidade social. Você já pensou sobre isso?

Algumas pessoas acreditam que muitas qualificações profissionais estão à beira da extinção. Todos nós estamos diante de um futuro, em que a produtividade econômica está fora de sintonia com o emprego real. Em outras palavras, mesmo que o salário médio nacional esteja cada vez mais baixo, a economia ainda pode crescer. Não há dúvida de que a tecnologia afeta e afetará o mercado de trabalho. Mas a escala desse impacto é causa de muita controvérsia.

Em um futuro próximo, os robôs eliminarão todos os empregos do mundo?

No mercado de Outsourcing/Terceirização de processos de BackOffice, existe sim um risco direto relacionado aos processos repetitivos, mas pessoas e empresas precisam se reinventar com velocidade, para não serem excluídas do mundo orientado pela indústria 4.0

Escrito por: Fabio Baptista